Luz e Sombra no Futebol: Pendurando as Chuteiras

Projeto de longa-metragem documental, aprovado na Ancine para captação via Lei do Audiovisual (Salic n.º 170115)

 

 

 

Depressão, isolamento social, alcoolismo, suicídio. Vamos mergulhar nos dramas das histórias reais destes seres humanos que vivem de jogar futebol e despertar paixões num público que em pouco tempo já os terá esquecido.

 

 

 

 

Paixão mundial contemporânea, o futebol esconde – nas subcamadas dos holofotes, das mídias e megaeventos – um universo obscuro de sentimentos e dramas humanos de seus protagonistas, desde os meninos e meninas que sonham com a sua primeira grande chance de entrar em campo, até os atletas profissionais que vislumbram o fim das suas carreiras como jogadores, muitas vezes mergulhando na sombra e no esquecimento.

Para ex-jogadores como Falcão, ídolo do Internacional de Porto Alegre e da Seleção Brasileira, o atleta morre duas vezes: a primeira quando para de jogar. Já Alex, eterno ídolo do Fenerbahce, afirma que o jogador nasce duas vezes: o segundo nascimento é quando deixa de atuar nos campos.

Com esta abordagem do futebol, este projeto propõe mergulhar nesse contexto de paixões e identidades coletivas, com ênfase no Brasil e países vizinhos, para revelar o lado pouco conhecido pela torcida: a humanidade dos jogadores e jogadoras de futebol, do nascimento à morte simbólicos, ligando os sonhos da juventude aos desafios dos atletas do mundo do futebol. 

 

 

EQUIPE BÁSICA

Roteiro: Luís Mário Fontoura e André Constantin

Direção: André Constantin

Produção: Flávia Matzenbacher

Montagem: Lúcio Born

Identidade visual: Guto Bozzetti

 

 

PATROCÍNIO

 

Nova Logo Ancine horlogo-premium-tabacos-brasil