Palavras Perdidas

PROPOSTA DE OBRA SERIADA DE FICÇÃO – EM DESENVOLVIMENTO

GÊNERO: Comédia dramática

DURAÇÃO: 13 x 26 min

APRESENTAÇÃO

Palavras Perdidas gira em torno do personagem Thomas Wolf e seu sonho em se tornar escritor. Thomas trabalha como consultor de produção textual e produz pequenos contos para um site especializado de literatura (do qual não recebe nada). Em cada um dos treze episódios propostos para a primeira temporada acompanharemos uma experiência na vida do protagonista, centrada em seus relacionamentos interpessoais e sua busca pelo seu objetivo maior: a criação de seu livro.

Através deste personagem e de sua trajetória, ilustramos uma síntese de jovens adultos brasileiros que buscam se descobrir e encontrar o seu lugar na sociedade. É com a epopeia de Thomas Wolf, nosso anti-herói de classe média, que pretendemos, além de entreter, provocar a reflexão sobre uma geração que representa significativa parte da população urbana do Brasil, que vive em busca de aventuras e de suas realizações profissionais, muitas vezes alienados da sua condição social, porém suscetíveis a experiências que poderão mudar a sua forma de agir e se colocar no mundo. 

 

 

SINOPSE

Thomas Wolf sonha em ser escritor. Aos 27 anos, desiste da carreira de formação para se dedicar à literatura. Morador de Novo Hamburgo, situada a 40 km da Capital, Tom vai transitar pela zona boêmia da cidade em busca de experiências e inspirações. Em seu caminho vai enfrentar relacionamentos instáveis e as dificuldades financeiras que vêm atreladas à sua escolha de carreira. Nenhum destes percalços, porém, será mais difícil de transpor do que seus próprios bloqueios para colocar no papel sua tão sonhada obra literária.

 

 

 

 

 

 

 

REFERÊNCIAS DE LINGUAGEM

O universo da série é centrado em Thomas Wolf, sendo ele o motor de todos os acontecimentos dentro dos episódios. Como referências do enfoque de gênero aqui colocado podemos citar as séries Louie (2010-2015) e Master of None (2015-2017). Buscamos desenvolver uma série realista, mas onde a realidade é apresentada a partir do ponto de vista do protagonista, com seus filtros e opiniões, uma vez que é ele quem conduz os espectadores pelos eventos da série. Trainspotting (1996), de Danny Boyle, é um exemplo dessa proposta, onde a visão de mundo do protagonista norteia o enfoque dado ao universo narrativo e seus personagens. Na série Californication (2007-2014) também temos uma boa referência do tom com que pretendemos abordar esse universo dos dilemas do escritor bon vivant procrastinando em busca de inspiração, com uma visão de mundo irônica e narcisista.

 

Imagens da cidade de Novo Hamburgo – RS, onde serão realizadas as filmagens principais

 

ELENCO

 

Samuel Reginatto como Thomas Wolf

 

 

 

 

 

Kaya Rodrigues como Rosário

 

 

 

 

 

Glória Crystal como Amélia

 

 

 

 

EQUIPE BÁSICA

Roteiro: Jim Carbonera e Artur José Pinto

Pesquisa e consultoria: Lucilene Athaide, Andressa Lima e Patrian Gomes

Direção: Gabriel Horn

Assistência de Direção: Audrey Pereira

Produção: Maurício Brenner

Produção executiva: Flávia Matzenbacher

Direção de produção: Vandré Ventura

Direção de fotografia: Bruno Polidoro

Direção de arte: Valéria Verba

Maquiagem: Johnny Left

Som direto: D’Paula

Montagem: Lúcio Born

Desenho de som: Bunker Sound Design

 

SOBRE O AUTOR

ABCINE – Ioseba Mirena Fala Sobre A Série Insight

PONTO ZERO – Livro Verme

SAGA LITERÁRIA – Entrevista com Jim Carbonera

Lattoog no Milano Design Film Festival

INSIGHT – Trailer

 

SOBRE O DIRETOR

Histórias Curtas – Tóxic

Festival de Gramado – Curta Entrevista

Gabriel Horn – Curador Frapa 2014

Gabriel Horn finalista no Concurso de Antonio Banderas

Gabriel Horn no Vimeo

 

UMA COPRODUÇÃO